Gestão de Manutenção em TI, mais eficiência e menos falhas.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Gestão de Manutenção em TI

Assim como qualquer outro dispositivo eletrônico, seja um carro, ou uma lava-louças, para funcionar corretamente, os computadores precisam passar por um processo de manutenção corretiva e manutenção preventiva.

Gestão de Manutenção

Antes de detalhar como funciona cada tipo de manutenção e porque elas são tão importantes, vamos incluir nessa lista de prioridades a Gestão de manutenção.

Empresas que não utilizam ou não possuem uma Gestão de Manutenção, acabam não monitorando a qualidade dos seus equipamentos e sofrem com inúmeras falhas.

Os principais objetivos da Gestão de Manutenção são:

– Programar o trabalho de forma eficiente;

– Controlar custos;

– Garantir a qualidade dos produtos e serviços;

 

Sabendo da importância de uma Gestão de Manutenção eficiente, vamos elencar os problemas que podem ser evitados:

– Sobrecarga em servidores;

– Desperdício de dinheiro em procedimentos ineficientes.

– Perda de equipamentos;

– Inatividade;

– Aumento nos custos;

– Insatisfação dos clientes;

– Queda nos lucros;

– Perda de contratos.

 

Tipos de manutenção

A manutenção de sistemas é um termo que engloba várias formas de manutenção do computador necessárias para manter tudo em funcionamento.

A manutenção preventiva envolve a tomada de medidas para ajudar a manter o funcionamento do sistema, enquanto a manutenção corretiva envolve a substituição ou reparo de um sistema ou de seus componentes depois que eles já falharam.

Os diferentes tipos de manutenção em computadores destacam dois aspectos que devem ser considerados:

1 – A manutenção inclui hardware e software do computador. Ambos são muito importantes e influenciarão decisivamente o funcionamento do sistema;

2 – Os vários tipos de manutenção podem funcionar simultaneamente. No caso de manutenção corretiva, ela atuará se a manutenção preventiva não puder antecipar o problema.

 

Manutenção preventiva

Sabe-se que em uma atividade realizada sem planejamento, existe 65% de desperdício de tempo. Ou seja, dentro das 8 horas normais de trabalho, apenas 2,8 horas são de fato aproveitadas. Esse número é assustador. Após a implantação da Manutenção Preventiva, a expectativa é que o Tempo Produtivo de Trabalho suba de 35% para no mínimo 65%. Em um primeiro momento essa já é uma elevação gigantesca na produtividade da equipe, consiste basicamente em elevar o tempo produtivo de 2,8 horas para 5,2 horas.

 

A manutenção preventiva é definida como a manutenção proativa do equipamento antes que um defeito ou falha ocorra e existem inúmeras medidas preventivas que a empresa pode adotar, incluindo a instalação de atualizações do Windows, verificação de vírus e malware e a execução de programas de limpeza. As verificações de antivírus e anti-malware devem ser executados pelo menos uma vez por semana. Certifique-se de executar atualizações para esses programas sempre que forem lançados, já que novos vírus e malwares surgem constantemente.

Para manter sua rede segura, a instalação de um firewall e o uso de práticas de download seguras, também contribuem para proteger computadores conectados em rede.

Picos de energia e superaquecimento podem destruir equipamentos eletrônicos, portanto, proteja seu hardware investindo em um estabilizador e limpando seu equipamento periodicamente para remover a poeira.

 

Se qualquer medida preventiva falhar, é sempre uma boa ideia ter um backup. Um disco rígido externo para salvar arquivos importantes, caso o computador precise ser substituído, vai garantir sua paz. Os backups são uma parte essencial da proteção de dados contra ameaças, como o ransomware.

Atualizações de segurança do sistema operacional, instalação de patches, automatização de atividades de manutenção preventiva relacionadas a software, fornecem correções para falhas e vulnerabilidades de segurança, bem como resoluções para bugs conhecidos. Outra ação eficiente é a limpeza de arquivos temporários, desordenados, programas não utilizados e supérfluos, para liberar espaço em disco e proporcionar uma melhoria geral do desempenho do sistema.

Realize verificações regulares de firmware com fornecedores de hardware individuais, especialmente controladores RAID. Aproveite os aprimoramentos de segurança e usabilidade para aumentar a estabilidade de seus componentes de hardware e minimizar a corrupção de dados dos controladores de disco RAID.

E por ultimo, mas não menos importante, mantenha o inventário de hardware atualizado por meio de revisões periódicas. Planejar proativamente atualizações e substituições de hardware evitam compras, de última hora, caras e mantem a funcionalidade ininterrupta do sistema.

 

plano de manutenção preventiva é uma peça fundamental para uma boa gestão do setor de manutenção e é um dos responsáveis por alavancar os índices de disponibilidade e confiabilidade dos ativos.

 

Manutenção corretiva

A manutenção corretiva, comumente chamada de “reparo”, é a correção de um problema depois que o computador já quebrou ou parou de funcionar. O objetivo dessa forma de manutenção é restaurar a operacionalidade do sistema, corrigindo o problema ou substituindo os componentes danificados.

 

Essa modalidade é considerada como não planejada e feita em regime emergencial. Como, em alguns casos, os problemas poderiam ter sido evitados — ou minimizados — por meio de um acompanhamento (ou de manutenções preventiva, por exemplo), a correção de falhas se torna mais onerosa para a empresa.

 

Medidas corretivas comuns envolvem a remoção de vírus e malwares, a desinstalação de programas prejudiciais, a formatação e a execução de uma restauração do sistema, entre outros. Para executar a manutenção corretiva, é importante primeiro diagnosticar o problema e descobrir a causa raiz.

 

Todos esses indicadores de manutenção têm o mesmo objetivo, de auxiliar a gestão para a tomada de decisões. Sejam relacionadas a processos, equipamentos ou às equipes responsáveis.

O importante é ter sempre indicadores no radar para saber se a empresa continua no caminho certo.

A terceirização de serviços de informática pode ser uma alternativa interessante, tanto para manter o foco no negócio, quanto para deixar com quem entende do assunto, a Gestão de manutenção da infraestrutura de TI.

A evolução e competitividade são fatores primordiais que imprimem mais velocidade ao negócio, portanto, tempo torna-se um fator relevante na tomada de decisão. Pense na terceirização como um investimento que pode proporcionar mais tempo para a sua equipe gerar novos negócios.

suporte

suporte

Deixe um comentario

Fique por dentro das novidades

Prometemos que não receberá Spam! todos seus dados estão seguros em nosso site certificado SSL.